• Susse Magazine

Sulamericana lança seu primeiro álbum "Sula"



Sula. Com título que sugere um apelido, a banda cearense Sulamericana lança seu primeiro álbum. O trabalho chega dois anos depois do início da produção e conta com 09 canções. Entre os compositores, Zylton Sena, que junto a Lucas Espínola formam a linha de frente da banda. O novo álbum foi mixado e masterizado por Alex Reis em São Paulo, no ano de 2021.

“Este é o nosso primeiro disco, contamos com a ajuda de amigos compositores, além das musicas inéditas do Lucas Espínola (vocalista) e outras parcerias comigo”, disse Zylton Sena (teclado).

A direção musical é do também cearense Rafael Martins, cantor, artista solo e um dos integrantes da banda Selvagens a Procura de Lei, que já dividiu palco com artistas de diversos segmentos a exemplo de Scalene, Jota Quest, Paralamas. “Gravamos no estúdio Trilha Sonora especificamente em busca de uma sonoridade mais brasileira e que tem toda equipe ambientada a este estilo musical”, comentou Lucas.

Além das semanas de pré-produção do disco, durante as gravações, toda a equipe ficou por 15 dias intensos e voltados na música e neste trabalho. “Esta imersão fez a diferença, nos emocionamos muitas vezes, o que fez este o disco mais maduro”, completa o vocalista. “Ser acolhido pela equipe do Trilha Sonora e na produção do Rafa também é extremamente importante e isso poderá ser conferido na qualidade do resultado final”, completa.

Entre as novas estão Ela (Lucas Espínola), Dia Bom (Lucas Espínola, Zylton Sena e Gabriel Aragão), Por onde eu for (Leandro Paiva), Por um Fio (Lucas Espínola), Coisa de Pele (Lucas Espínola), Céu Azul (Zylton Sena, Lucas Espínola), Para o que pode ser (Leandro Paiva), Ei, Dulce! (Lucas Espínola) e O Laço (Lucas Espínola). De acordo com a banda, o álbum é universal e se comunica com diferentes públicos sem perder a essência original.

A canção Por um Fio, para Ian (baterista) representa este momento. Já Coisa de Pele apresenta um som mais forte e uma pegada mais rock. “A palavra é maturidade. Buscamos sermos mais autênticos ao nosso som. É um disco que trás uma proposta sonora e que caminha desde o pop romântico, com letras de amor e ao rock”, concluiu o artista.

Desde que estreou na cena cultural de Fortaleza, em 2013, a Banda Sulamericana expressa, em melodia e letra, a complexa realidade do cotidiano, entre tramas, positividade e desafios. O coletivo mescla um som variado com o indie rock, rock alternativo e influências de grupos e artistas do cenário brasiliense.

A banda é formada por Hugo Lage (guitarra), Ian Antunes (bateria), Lucas Espínola (voz e guitarra), Tiago Gnomo (Baixo) e Zylton Sena (Teclado), e em sua estreia, a lançou o EP Sulamericana. Já em 2018, lançou o single e videoclipe de Céu Azul e Lado Bom, em 2019. Além de ter participado de vários festivais autorais locais, como: Ponto CE, Festival Vida & Arte, MADAROCK, Garage Sounds e entre outros.

SULA: https://open.spotify.com/album/5yNvokCFJseSIfwMkQERau