• Susse Magazine

PEORIA entrega um hardcore estimulante e intenso em nova fase da banda



Peoria é uma banda de Hardcore Melódico/Post Hardcore formada em São Paulo (SP) no ano de 2018 pelos amigos Leandro Cesar, Marcelo Ferreira, Danilo Coleta e Raphael Martins. A banda faz um som que mistura velocidade, peso e melodia, com letras em português que abordam temas como questionamentos e transformação.


O quarteto lançou a pouco a faixa “Desmonte” em todas as plataformas de streaming pelo selo Electric Funeral Records.


“Desmonte” trata-se do reconhecimento dos extremos “além do bem e do mal”, que existem dentro de cada um de nós. A incapacidade de dominar nosso lado sombrio (ainda que poucos reconheçam) é o que torna os instintos legítimos e verdadeiros.


Conversamos com a banda sobre suas influências musicais, planos futuros, trajetória, entre outras curiosidades. Confira!


De onde surgiu o nome "Peoria"? Sabe quando você tem um projeto pronto, músicas prontas, está dentro do estúdio gravando, e alguém e o produtor pergunta: “Qual o nome da banda?!” Então... Éramos uma banda em desconstrução, em processo de reformulação e precisávamos de um nome. Foi então que tivemos a “brilhante” ideia de pesquisar alguns nomes de cidades aleatórias até encontrar alguma que se encaixasse foneticamente. Foi então que surgiu o nome Peoria. Como e quando a banda surgiu? A partir do término de outra banda, De la Rue (meados do final de 2018), com dois membros remanescentes, surgiu um convite para uma gravação de um álbum do produtor Rodrigo Cunha, onde ainda iniciamos essa jornada como o De la Rue, porém, aconteceram mudanças bem-vindas em que a banda se desintegrou neste caminho, dando espaço para o nascimento da PEORIA – Uma proposta mais direta e enérgica! Como foi o processo de gravação e composição dos últimos singles lançados? 01 Segundo – Composição antiga do vocalista/guitarrista Leandro Cesar com participação do guitarrista Danilo Della Coleta, que estava na gaveta desde 2019. Com a “pausa” que a pandemia deu nas atividades da banda, foi possível trabalhar neste som, que virou o ponto de partida dessa “ressuscitação” da PEORIA. Esse single foi gravado no estúdio TOTH, com produção de Danilo Souza e Fernando Uehara, em Guarulhos – SP. Desmonte – É uma composição também de 2019, melodia por Leandro Cesar, vocalista/guitarrista e letra do baterista Raphael Martins. Produzida, gravada, mixada e masterizada no LAB HOUSE STUDIO – um anexo de trabalho de Leandro Cesar que também atua como produtor musical trazendo o melhor dos mundos para a banda: a experiência de um produtor + as ferramentas e dedicação a este projeto. Quais são as principais influências musicais da banda? Vão desde o hardcore melódico, passando sutilmente pelo “indie” e bandas como Comeback Kid, Offspring, e Propagandhi fazem parte do “DNA musical” dos integrantes da PEORIA. Que inspirações estão presentes nestes últimos lançamentos? As composições abordam histórias pessoais? Sim. São assuntos mais pessoais e mais sensíveis. Talvez a pandemia tenha sido um fator que nos levou a olhar mais para dentro e, também mais humanamente para fora, abordando inclusive temas que existem tabus para serem expressados; e gostamos de pensar nisso como um espelho para quem ouve e consiga se identificar, refletir, e não ter vergonha de externalizar temas sensíveis. O disco foi muito bem recebido nos sites de música especializadas nacionais e internacionais . Como a banda está vendo esse feedback tão positivo do material lançado? A amplitude dos nossos lançamentos nos motiva cada vez mais a continuar passando nossas mensagens. Ficamos muito felizes com essa recepção positiva do nosso trabalho/paixão que é fruto de muito suor, gastos, entre outras questões, onde esse projeto não é uma fonte de renda, sabido o momento do hardcore nacional. Então isso nos dá fôlego para continuar dedicando amor e energia na nossa arte. Suas músicas demonstram muita intensidade e entrega por parte da banda. Existe alguma composição que seja mais especial para vocês? A 01 Segundo é bem especial pra nós por dois motivos: tratar de um tema sensível/tabu de conversação, + um trabalho de composição diferenciado da banda, um caminho incomum no tema e melodia que se agregaram e resultaram em uma música forte e bem trabalhada. Há previsão de algum novo material? Estamos colhendo os frutos dos últimos lançamentos, mas em paralelo também estamos trabalhando alguns materiais para um segundo álbum da banda, porém sem previsão de entrarmos em estúdio. Mas podem ter certeza que será um material com muita intensidade, bem trabalhado e com temas inquietantes!


Desmonte: https://onerpm.link/246199740744