• Susse Magazine

Fratura lança disco sujo e distorcido, com sonoridade Black-Beat e influências anarquistas do punk

Projeto acaba de ser lançado pelo selo Electric Funeral Records


Fratura é uma “one man band” de São Paulo, capital, criada no final de 2019. Uma banda formada de um único integrante, seu criador, “Corposeco”, que também definiu e atribuiu à sonoridade do projeto, o termo Black-Beat.  Fratura acaba de lançar seu novo disco intitulado “Corposeco”, em todas as plataformas de streaming via Electric Funeral Records. 


A inspiração do projeto vem principalmente das one man bands escandinavas de som extremo e também, pelo motivo fundamental, a difícil missão de se formar uma banda com mais integrantes no cenário sombrio e pandêmico em que nos encontramos. Na sonoridade facilmente percebe-se os traços das influências musicais do autor, como black metal, crust punk, d-beat, doom e powerviolence. 

Da mesma forma se nota uma qualidade técnica simples e direta, dando a sensação de que qualquer pode fazer um som sozinho, do jeito que quiser, dizendo o que quiser, sujo e distorcido, sem molde, parte do conceito livre das influências anarquistas do punk.


Fratura vêm compondo músicas próprias, gravando e lançando digitalmente e de forma independente, a demo intitulada “Necroambulist” já no começo de 2020. Todo o material, da composição até a mixagem das gravações, são realizadas pelo próprio músico em sua casa, ao estilo “do it yourself”, tendo este também, gravado todos os instrumentos individualmente.  

A temática das letras passeia por assuntos como a crise humana e seus desejos mais obscuros, toda a mitologia do satanismo e a necessidade de nos libertarmos de dogmas para nosso próprio autoconhecimento e evolução. Dessa orgia de filosofias e sonoridade nascia o Black-Beat, nascia a Fratura. Ou como o próprio autor, Corposeco, define o estilo da banda: “Black-Beat é o resto podre de um aborto espontâneo que sai rastejando e corre pra fora, se escondendo nas fundações da casa, se tornando um ser amaldiçoado, pois é a materialização da maldade humana”.


Fratura acaba de lançar seu primeiro full album, com o título homônimo ao autor, Corposeco, que a propósito é o nome de um dos personagens do folclore brasileiro, cujo o destino após a morte, foi ser rejeitado pelo céu e pelo inferno. Nenhum nome poderia ser melhor. O disco conta com algumas músicas apresentadas na demo “Necroambulist” e composições inéditas. 


Confira "Corposeco":  https://bit.ly/3290rhD


  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram