top of page
  • Susse Magazine

“Capitaum”, filme ambientado em Florianópolis, conta história de músicos de meia-idade atrás da fama



Os cinquentões e sessentões que assistirem ao filme “Capi- taum Floripa” serão provocados a tirar alguma ideia da gaveta. Esse é um dos objetivos do idealizador do filme, o músico Beto Córdova, e também o mote do longa que estreiou no cinema do Beiramar Shopping e já está disponível gratuitamente no YouTube.

Além de Beto interpretando o Capitaum, outros músicos da cidade completam o elenco: Gazu encarna Dacosta, Jorge Gomez é Jacaré e Adria- no Barvik é professor Gizmo. Bem-humorados, atrapalhados e nem tão jovenzinhos, eles só querem uma coisa: fama!


“Quando éramos crianças, uma pessoa com 60 anos era idosa. Hoje, a idade avança e sentimos que ainda temos muito pra viver. [O filme] tem identificação com uma geração que se descobre com gás ainda”, explica Córdova. Segundo ele, tudo começou depois que Barvik passou no estúdio onde ensaiava, ouviu músicas bem-humoradas e considerou que tinha mercado.


“Aí veio a ideia do filme, consegui aprovar [Lei Rouanet], contratamos o diretor e, inicialmente, seria um documentário, mas o Xande [Alexandre Corrêa] disse que ficaria ruim e propôs uma comédia. Já na primeira leitura do roteiro, rolamos de rir”, lembra Córdova. Eles estão envolvidos no projeto há três anos. As gravações ocorreram neste ano. O longa tem cenas gravadas em Florianópolis e em Governador Celso Ramos. Ex-vocalista da DazaraNha, Gazu acha os personagens parecidos com os atores. “Dacosta é uma mistura de Gazu com ficção. Seria um personagem baseado em mim. Sou eu de forma fictícia, ou seja, uma ficção baseada numa realidade”, comenta.


No Spotify: https://open.spotify.com/artist/3Rv27v9X7siPYezgxUl2sU?si=TvWNV2jGSwizEBfE8ZT9nw



bottom of page