• Susse Magazine

Caos Lúdico ganha destaque na cena alternativa com músicas que unem Rock, Ska e Reggae



Formado em 2015, o Caos Lúdico faz parte da nova cena musical do Distrito Federal, com Influências de Rock, Punk Rock, Ska, Reggae, a banda conta com composições vibrantes e suas letras apresentam recortes do cotidiano com um discurso direto, ecoando um som forte e contemporâneo. A banda conseguiu encontrar um estilo próprio aliando contemporaneidade à pressão dos clássicos do ska e do rock.


Caos Lúdico lança o novo single "Até o fim" , uma música super positiva, sincera e direta ao ponto em que fala sobre sobrevivência, resistência e que critica e desafia o convencional, a conformidade, o status quo. É uma triste realidade dos dias de hoje de um mundo que deseja tirar as verdades, as atitudes e os sonhos que cada um almeja. Querem diminuir e destruir tudo o que há de melhor em nós. É cada vez mais presente a batalha da covardia, da intolerância e do conformismo contra a criatividade. Mudar ativamente e positivamente o nosso mundo é e será a nossa maior batalha.


Conversamos com a banda sobre sua trajetória, influências musicais, processo de criação, entre outras curiosidades. Confira!


De onde surgiu o nome "Caos Ludico"?

Quando estávamos procurando a nossa identidade como banda, a palavra “Lúdico” fixou nas nossas cabeças. Mas achávamos que só essa palavra não ficaria chamativa.

Com isso, pensamos no “Caos” que é a possibilidade de tudo, a desordem e que faria um belo contraste com o “Lúdico”. Ou seja, precisamos despertar o nosso prazer e nossa liberdade no mundo caótico que vivemos.


A banda segue promovendo seu último lançamento, o single de "Até o fim" . Como foi o processo de gravação do single?

A letra e música foi composta por João Ramos (vocalista e guitarrista da banda) e os integrantes foram construindo os arranjos em seus respectivos instrumentos. No arranjo de metais, tivemos a colaboração de Bruno Portella (Brasília Ska Jazz Club). No final, gravamos no Orbis Estudio junto com o produtor Marcos Pagani. Resultado excelente e do jeito que queríamos!


Quem fez a capa do single?

O artista goiano Katira! Já fez outras capas da banda, como a do EP “Teoria do Lúdico” e as dos singles de “OK”, “Recordações” e “Outras Teorias”.


A faixa foi muito bem recebida nos sites de música especializada nacionais e internacionais . Como a banda está vendo esse feedback tão positivo do material lançado?

É ótimo ver nosso trabalho em portais de renome nacional e internacional. Já fomos divulgados em redes, em playlists e em coletâneas que nunca imaginávamos! Estamos na estrada desde 2015 e é nítido como a banda evoluiu no cenário musical! É sempre um trabalho árduo, mas no final, tudo fica lindo e tudo vira “combustível” para continuarmos.


Suas músicas demonstram muita intensidade e entrega por parte da banda. Existe alguma composição que seja mais especial para vocês?

Todas tem um significado pra gente! Mas todas elas precisam de energia, intensidade e entrega! É o nosso diferencial no “ao vivo”. Queremos que o público se sinta bem em cada composição.


Quais as bandas e fontes artísticas que inspiram o som do Caos Ludico?

As nossas maiores fontes artísticas são: The Clash e Mighty Mighty Bosstones.


Quais bandas vocês andam escutando?

Artistas/Bandas brasilienses: Paranoia Bomb, Álvaro Dutra, Ébrio, Gran Turismo, Os Gatunos, Brasília Ska Jazz Club e Nada Em Vão.

Artistas/Bandas de outros estados: Guantas (SP), Abraskadabra (CWB), Meu Funeral (RJ),The Bombers (SP), Howay (PE) e Não há mais volta (SP).


Podemos esperar mais material inédito em breve?

Sim! Tem mais um single vindo aí. Fique ligado nas nossas redes sociais.

Instagram: @caosludico

Facebook: @caosludicobsb

Escute "Até o fim":

https://open.spotify.com/album/140JnZ3Htm3SqMlcPpIF92